Brasília

Santo Zé: um bistrô brasileiro para incluir na sua lista

Um Bistrô tupiniquim

O Santo Zé nasceu com uma proposta de Bistrô, porém com uma pegada bem brasileira. Essa brasilidade é percebida tanto no nome quanto no menu do restaurante (criado por Gabriel, um dos sócios do restaurante). Outra característica importante do Santo Zé são os drinks. Apesar de não ter sido parte da ideia inicial, os drinks foram ficando cada vez mais conhecidos e importantes na casa, parte por um dos sócios ter um background de barman.

Nossas impressões

Com estilo rústico, o restaurante conta com um bom ambiente e um deck de madeira que é o lugar preferido de todo mundo que passa por lá. Às quintas e sextas-feiras, o Santo Zé tem DJ a partir das 20h: boa música e em um volume que permite a conversa nas mesas. O atendimento foi muito bom e os garçons foram todos muito atenciosos, não só com a gente, mas com todas as mesas ao lado (sim, reparamos nisso também).

O que experimentamos

A comida do Santo Zé Bistrô tem uma pegada comfort food: ragú, picadinho, carne seca e linguiça são alguns dos elementos que percebemos que estão por todo o cardápio.

Bruschetta do Sertão - R$ 25

A Bruschetta do Sertão é uma daquelas entradinhas que você vai querer fazer em casa. Feita com carne seca, cebola caramelizada e rúcula, ela superou as nossas expectativas. A carne estava super saborosa e a cebola caramelizada deu um toque especial no sabor. Entradinha nota 10. Para acompanhar esse prato, nós escolhemos um Top do Zé (R$ 23,90): drink autoral da casa com ciroc de coco, conhaque, abacaxi e canela, que estava simplesmente delicioso.

Linguiça Santo Zé - R$ 67

E olha que era meia porção

A linguiça Santo Zé é um dos principais pratos da casa e serve até três pessoas. Essa entradinha é feita com linguiça suína, geleia de abacaxi, dedo de moça e pinga com mel. Esse prato, que nos agradou demais, vai super bem com uma cervejinha ou, como no nosso caso, com um bom drink. Dessa vez escolhemos o Negroni do Santo (R$ 25,90), feito com gim, vermute e aperol, ideal para aqueles que curtem um drink potente.

Nhoque Maria Bonita - R$ 40

Para finalizar a noite, escolhemos o Nhoque Maria Bonita. Todos os nhoques da casa são feitos com mandioquinha. Nesse, o molho é feito com carne seca, espinafre, tomate e parmesão (com um toque de cachaça). O molho estava maravilhoso, bem equilibrado, sem muita acidez e combinando bem com a carne seca. Para acompanhar, optamos por um drink mais refrescante: Spritz Belini (R$ 21,90), feito com pêssego e cereja.

Resumo

Comida: Deliciosa, do jeito que mãe faz.

Pedidas populares: Bruschetta do Sertão, Polentinha da Roça, Alcatra de Deus e os Nhoques.

Ambiente: Muito agradável, seja no deck externo ou sentado no balcão do bar.

Atendimento: Muito bom. As comidas chegam super rápido na mesa.

Pontos fortes: Comida bem temperadinha e os drinks da casa.

De Bacon Tudo indica? Sim, com certeza! Pode ir lá conhecer.

Continue nos acompanhando! Siga o blog no Instagram e no Facebook. ;)